Você, que já comprou ou vendeu na internet, já ouviu falar de WooCommerce? Ou sobre Magento? E o Prestashop, você conhece?

Recentemente, o comércio digital é o foco de nossa pauta para artigos no Blog da DialHost, justamente por um motivo específico: o aumento da procura por soluções em vendas na internet.

Já analisamos soluções de MarketPlace e Lojas Virtuais para quem está começando, hoje vamos analisar essas três soluções bem conhecidas no Mercado, suas vantagens e desvantagens e claro, dicas para você que pretende criar mais um canal de vendas para seu produto.

O que elas tem em comum?

Basicamente, essas três soluções são exemplos de CMS – essa sigla se refere a um Content Management System, ou Sistema de Gestão de Conteúdos.

Um CMS permite que você crie, organize, publique e apague conteúdos do seu site. De forma simples e dinâmica, atraindo muitas pessoas que buscam recurso e facilidade para criar seus projetos na internet.

Existem várias soluções de CMS no mercado, seja para criar um Blog, site e claro, uma Loja Virtual.

Nesse sentido as soluções Woocommerce, Magento e Prestashop são amplamente utilizadas, justamente pela facilidade de criação e incorporação de recursos adicionais, necessários para criação de uma loja segura para seu cliente final.

Imagine que nesse cenário de criação, toda a estrutura da sua loja virtual será altamente customizável, desde o layout até o carrinho de compras.

Você poderá criar uma área de cliente, para seus visitantes e claro, integrar sua loja com seus outros canais de vendas.

Usando o Woocommerce, Magento ou Prestashop você poderá:

  • Criar e publicar páginas;
  • Editar o código do site, sem ter as limitações de MarketPlace ou Lojas Virtuais prontas;
  • Moderar comentários e integrar comentários com redes sociais;
  • Instalar plugins e extensões para aumentar as funções da sua loja, como meios de pagamento e entrega.
  • Usar com mais liberdade uma biblioteca de midia, para carregar vídeos e imagens;
  • Controlar o estoque e sistema das suas vendas de forma inteligente;

Outra semelhança entre essas plataformas é a necessidade de instalação dentro de um plano de hospedagem e a utilização de um domínio ou subdomínio para serem acessadas.

Seu domínio será o nome de sua marca na Internet, o nome para suas futuras campanhas de divulgação, tanto nas redes sociais quanto em anúncios pagos.

Já o plano de hospedagem será a casa da sua loja, que agora terá essa moradia somente para ela, um cenário diferente quando comparado a marketplaces e lojas virtuais online.

Seu plano de hospedagem deverá acompanhar o crescimento de sua loja. Atualmente grandes lojas virtuais estão hospedadas em servidores cloud, justamente para suportar o aumento de tráfego durante promoções ou lançamentos de novos produtos.

Aqui na DialHost, possuímos planos de hospedagem para lojas que estão começando e também planos Cloud para suportar grandes picos de acesso.

Vale ressaltar que, para utilizar essas soluções é obrigatório possuir um certificado de segurança, o SSL. Ele é necessário para gerar uma ponte segura entre sua loja e seus futuros clientes.

Quais são as suas diferenças?

Já vimos que o conceito dessas plataformas é parecido, mas claro, existe uma série de diferenças entre elas, vamos analisar esse comparativo, além disso informar quais são as vantagens e desvantagens de cada escolha.

Woocommerce

Dentre as três plataformas nesse artigo, o Woocommerce é a mais famosa, justamente por ser uma solução em WordPress.

WooCommerce

O WordPress é a plataforma mais popular dentre os CMS do mundo. Segundo a W3Techs, o WordPress representa 38% de todos os sites na Internet, incluindo aqueles sem sistema de gerenciamento de conteúdo (CMS).

Ocupando a maior fatia do mercado dos CMS, o WordPress conta com uma variedade enorme de temas, tanto gratuitos quanto pagos, uma infinidade de plugins parceiros além de uma comunidade de desenvolvimento ativa, há fóruns com dúvidas e soluções para seu desenvolvimento.

Ele é o responsável por ter popularizado o recurso dos plugins, quais são basicamente extensões que fornecem recursos extras ao seu site, para integrar e otimizar recursos de seu site. Além de ter popularizado a criação por meio de temas, esses dois recursos, praticamente definiram a tendência na criação facilitada na Internet.

Basicamente, seu site em WordPress se transforma em uma loja virtual com a inclusão do Plugin Woocommerce, exatamente, o Wocommerce é um Plugin do WordPress – vale ressaltar que em vários temas pagos, o Woocommerce é incluso na estrutura que você receberá, nesse caso, basta configurar sua loja, dessa forma, contar com fóruns de configuração ou mesmo vídeo aulas no Youtube.

Para quem ele é indicado?

Ele é ideal para quem já utilizou o WordPress, seja a versão Blog ou mesmo o CMS completo, por fazer parte do mesmo sistema de criação, é natural a utilizar o WooCommerce como escolha na hora de transformar seu site em uma loja virtual.

Para uma customização total, é indicado conhecer a linguagem HTML para edição total, mas, principalmente nas novas versões do WordPress, a criação de um site dentro do CMS está cada vez mais intuitiva.

Referente as configurações complexas, é ideal contar com o apoio da comunidade de desenvolvedores, ou dedicar-se a conhecer a fundo as ferramentas e configurações complementares dessa plataforma.

Se você pensa em criar uma loja com calma, do seu jeito e pensando no longo prazo, o WooCommerce é uma excelente solução.

Se você optar em contratar diretamente um programador/desenvolvedor provavelmente ele vai indicar e entregar uma loja Virtual feita no WooCommerce.

Principais recursos do WoCommerce:

  • Você não precisa pagar por sua utilização, não há assinatura nem taxas por venda realizada.

  • Não há limitação para o cadastro produtos, ideal para quem possui uma grande variedade de itens em sua loja.

  • Não há limite para quantidade de visitantes por mês, mas fique atento, pois a quantidade de visitantes simultâneos, será determinada pelos recursos presentes em seu plano de Hospedagem.

  • Possui uma variedade de temas e recursos customizáveis, tanto gratuitos como pagos.

  • Existe a integração com meios de pagamento, as mais comuns no Brasil são da PagSeguro e Cielo.

  • Possui integração com MarketPlaces, justamente para você otmizar seu estoque, organizando seus canais de vendas. Há soluções gratuítas e pagas para essa integração.

  • Na estrutura WordPress, você terá integração com Plugins de SEO para ranquear melhor sua loja, além de Plugins de relatórios customizados para orientar sua estratégia de divulgação.

Magento

Mesmo sem ter a popularidade do concorrente citado acima, o Magento tem uma grande caminhada e um público fiel.

No mercado desde 2008, desenvolvido na linguagem PHP com licença livre no site da empresa e na comunidade de desenvolvedores.

Magento

Desde seu início, o Magento se propõe como uma plataforma de e-commerce desenvolvida na linguagem PHP e que está em formato livre no site da empresa e na comunidade de desenvolvedores.

Por se tratar de um sistema open source, o Magento possibilita que qualquer pessoa com conhecimentos avançados de programação possa fazer alterações e desenvolver diversas funções na plataforma.

Entregando um ambiente altamente customizável, fazendo com que grandes lojas virtuais optem em utilizar o Magento como seu ambiente.

Além disso, esse customização permite a integração completa com vários sistemas, como gateways de pagamento, ERP, WMS, CRM, ferramentas de e-mail marketing e tantos outros recursos exclusivos, por isso, ele acaba sendo a escolha de grandes empresas de comércio digital.

O controle de desenvolvimento é maior, exigindo mais conhecimento para a criação da sua loja.

Justamente o desenvolvimento no Magento acontece através de sua arquitetura modular. Dessa forma, o desenvolvimento é feito através de módulos independentes, chamados de Extensões Magento.

Esses módulos facilitam a vida do usuário sem experiência em desenvolvimento, mas, vão além, pois muitos deles tambem são de código aberto. Ser altamente customizável para atender desenvolvedores experientes – essa é a grande jogada do Magento.

O Magento tambem utiliza templates. É por meio deles que o design da loja pode ser alterado, possibilitando que usuários customizem da maneira que acharem melhor.

Para quem ele é indicado?

Agora, tantos recursos revelam uma dificuldade: o Magento exige um bom provedor de hospedagem, já que trabalha com inúmeras requisições ao banco de dados, consumindo recursos e necessitando de um provedor com grande desempenho.

Em planos de hospedagem simples, como em servidores compartilhados, sua loja Magento não funcionará muito bem, podendo sair do ar em alguns casos.

Nesse caso o Magento é indicado para quem possuí maiores condições de investimento, tanto para infraestrutura quanto para a contratação de um desenvolvedor experiente.

Principais recursos do Magento:

  • É extremamente customizável, agradando quem domina o desenvolvimento para web.
  • Atende Grandes plataformas, grandes empresas utilizam o Magento, mas, por ser de código aberto, você pode testar livremente e começar a desenvolver sua loja.
  • Faz o uso de templates para alterar o design da página, facilitando a criação visual de sua loja.
  • Seus módulos também são customizáveis, entretanto, a grande maioria deles é paga.
  • Ele Exige um bom provedor de hospedagem, nesse caso, um plano Cloud ou com recursos dedicados é a melhor escolha para grandes lojas com muitas visitas.
  • Para utilizar todos os recursos disponíveis no Magento, é necessário um conhecimento avançado em programação.

PrestaShop

Atualmente, o PrestaShop aparece com mais frequência como escolha para criação de lojas virtuais.

A proposta dessa ferramenta é oferecer aos usuários um ambiente similar ao WordPress, aliando facilidade e tendo foco total em varejo digital.

PrestaShop

Das três soluções nesse artigo, o PrestaShop é a mais fácil em utilização. Sem a necessidade de contratar desenvolvedores, sua construção é intuitiva, facilitando a vida de quem está começando a desenvolver para a Internet.

Essa facilidade se inicia na etapa de criação do site, considerando a parte visual e a integração com ferramentas e cadastro de produtos.

Quanto à gestão cotidiana, é fácil acessar informações, como as métricas de vendas e acessos a páginas e produtos, assim como adicionar novas mercadorias.

Rapidamente, usuários conseguem se adaptar ao mecanismo desse CMS e não sentem maiores dificuldades.

A personalização do site criado nessa plataforma é possível graças às várias opções de layouts e personalização de detalhes disponíveis.

Ele também utiliza o recurso de temas, nesse caso, vale ressaltar que você também consegue comprar temas prontos e personalizáveis.

Outras vantagem é contar com otimizações pré-estabelecidas para requisitos exigidos pelos algoritmos do Google. Na prática, essa adequação que o PrestaShop propõe ajuda a reduzir o trabalho e garantir visibilidade.

Ele possui um acesso totalmente gratuito e pode ser instalado dentro de planos de hospedagem compartilhada, pois não consome tantos recursos. Claro que com o crescimento de visitas, será ideal migrar para um plano que atenderá todos os seus futuros clientes.

Ele também possuí módulos, assim, ele ganha mais funcionalidades e integrações a ferramentas que são essenciais na gestão de um e-commerce.

Entre esses módulos, há integração com ferramentas de pagamento, com sistemas de Automação de Marketing, soluções para monitorar métricas, entre outros.

Cada um dos módulos, para funcionar, precisa ser baixado no próprio painel do PrestaShop. A partir disso, basta instalar e começar a usá-los, já que passam a captar as informações do seu e-commerce para funcionar.

Para quem ele é indicado?

Para quem ainda não possui grandes valores de investimento e buscam ter seu primeiro contato com um CMS, afinal, seu custo é baixo e sua configuração é amigável.

A comunidade do PrestaShop vem crescendo ano após ano, facilitando assim o aprendizado para aqueles que se aventuram a aprender sobre esse novo CMS.

Por conta disso, escolher o PrestaShop pode ser uma ótima decisão se a ideia é comercializar online sem que isso gere dificuldades.

Se você está adiando a construção de sua loja virtual, vale ao menos testar essa solução. Instalar e configurar o PrestaShop é a garantia de um aprendizado válido para quem está começando.

Principais recursos do PrestaShop:

  • A configuração dos temas e módulos é baseada na facilidade de utilização;
  • O número de módulos gratuitos é limitado;
  • Integração gratuita com o Google Analytics, possibilitando um controle dessas informações um gerenciamento personalizado de clientes, a partir de suas preferências.
  • Criar promoções de maneira prática, selecionando vários produtos de uma vez e aplicando o percentual de desconto de forma otimizada.
  • Aplicações de cálculo de frete sem a necessidade de módulos auxiliares.

Qual escolher?

Tudo irá depender de seu momento, tanto de investimento quanto em conhecimento prático na área de desenvolvimento.

Não há uma escolha errada, todas possuem um grande valor de aprendizado neste segmento de comércio eletrônico.

Para vender, é preciso anunciar, essa é uma regra básica nas estratégias comerciais. Diversificar seus canais de venda é uma forma direta de potencializar a divulgação de seu produto.

Liste suas necessidades, defina quais são suas projeções para o futuro e escolha a plataforma que melhor consegue atender você também a longo prazo.

Se seu plano for para uma venda imediata, já conversamos sobre outras soluções mais práticas relacionadas a vendas.

De todas as formas, tudo dependerá de como está sua estratégia atual e seu plano de investimento.

Seja para WooCommerce, Magento ou Prestashop, você terá acesso a uma vasta quantidade de materiais de apoio, disponibilizado pelas comunidades de desenvolvimento.

Conte conosco, estamos disponíveis em nosso suporte e em nossas redes sociais para continuar desbravando a Internet.

Compartilhe:

Sobre o autor:

Sobre o autor:

Posts Relacionados:

Loja Virtual para iniciantes

Encontrar a melhor plataforma para construir sua primeira Loja Virtual é uma tarefa que exige uma pesquisa sobre soluções. Nesse artigo você confere soluções de baixo valor de investimento e facilidade de configuração.

marketplace

Marketplace – qual plataforma escolher?

Marketplaces são plataformas voltadas para empreendedores que buscam iniciar ou diversificar seus canais de venda. Essas plataformas possuem vantagens e desvantagens, analisar atentamente uma solução poderá trazer resultados positivos para suas vendas.
Neste artigo vamos explorar mais características e detalhes de algumas dessas plataformas, afinal, hoje existem várias plataformas de Marketplaces disponíveis, qual você deve escolher?

Super Suporte DialHost

Super Suporte da DialHost

Empresas já perceberam a importância da área de Suporte e estão investindo fortemente no fortalecimento e qualificação de suas operações. Esse é o caso da DialHost.
Prestar o suporte ao cliente empreendedor é vital para construção de parcerias de sucesso.
Nesse artigo vamos estudar a importância sobre suporte e seus canais de atendimento, sobretudo para clientes empreendedores.

serviço cloud

Hospedagem Cloud

Hospedagem Cloud abriga ideias que são sucesso na internet. Com o aumento de visitas em sites e mais usuários cadastrados, é natural ver empresas migrarem seu conteúdo para um Servidor Cloud.
Nesse artigo vamos entender mais sobre os recursos da famosa Nuvem.

Novidades do Blog

Deixe seu e-mail abaixo para passar a receber promoções e novidades do nosso Blog.