Na hora de montar um site, nada melhor do que um guia completo sobre hospedagem. Afinal, um site não funciona sem hospedagem e aqui nós levamos isso a sério.

Um belo dia você acorda e se dá conta de que precisa de um website. Mas nunca ouviu falar em hospedagem de sites. Geralmente essa necessidade aparece tão repentinamente, que é preciso anotá-la para então se organizar.

No primeiro momento, você pode não saber exatamente o que quer fazer. Entretanto, tem uma certeza: você quer um site.

De fato, o mundo digital pode parecer um universo desconhecido. Muitos termos e conceitos são pouco entendidos, muitos códigos, programas e processos confundem a cabeça de um iniciante.

Logo, antes de sair à procura por uma solução milagrosa, aprenda sobre o que vai realmente impactar na sua decisão.

Para fazer um site, é preciso conhecer bem as suas necessidades antes de decidir qual serviço de hospedagem será o melhor para o seu projeto.

Certo, mas o que é Hospedagem de Sites?

Hospedagem de Site funciona como uma imobiliária. É onde o seu site vai morar dentro da internet. Trata-se das pastas onde seus arquivos estão guardados — arquivos de site (HTML, PHP, etc), imagens, aplicativos, etc. Da mesma forma, a hospedagem de um site envolve o banco de dados que guarda seu conteúdo — textos, links e comentários; e é também a conexão que torna tudo isso disponível online.

Escolher um bom servidor é como escolher uma boa moradia, na internet, para o seu site. É uma escolha que deve levar em conta todas as suas necessidades e como elas precisam ser atendidas.

Sites estão hospedados em servidores. De forma resumida, um servidor é um computador muito poderoso dedicado em manter seu site no ar. Os servidores de sites ficam dentro de Data Centers, locais com condições perfeitas para garantir que tudo funcione bem. Quando você contrata um plano de hospedagem, o que você adquire é um espaço dentro dos servidores.

Data Center DialHost

Resumindo, hospedar um site não está tão distante assim dos serviços prestados por uma imobiliária. Dado isso, vamos utilizar essa metáfora para explicar o que envolve no processo de hospedagem online. Assim ficará mais simples de entender que não se trata de um bicho de sete cabeças e você não precisa ser um expert em computação para escolher o serviço correto.

Tipos de hospedagem de sites

Imagine que você esteja procurando um lugar para morar. Você vai até uma imobiliária e se depara com diferentes opções e tipos de moradia, certo? Com a hospedagem de sites funciona da mesma forma. No entanto, você não terá que escolher entre um apartamento, uma república ou uma casa, mas sim entre os seguintes tipos de hospedagem:

1- Hospedagem Compartilhada

2- Hospedagem Cloud

3- Hospedagem VPS

4- Hospedagem Dedicada

Cada uma delas possui características que vão atender às diferentes necessidades existentes no mercado. O seu site pode ser pessoal, da sua empresa, uma loja virtual, um sistema web, um portfólio profissional, enfim, são inúmeras as possibilidades que vão se encaixar nos tipos de hospedagem citados acima.

Para escolher o tipo de hospedagem ideal para o seu site, nada mais importante do que conhecer cada uma delas e saber que tipos de necessidades elas podem atender.

Hospedagem de Sites Compartilhada

A Hospedagem Compartilhada geralmente é a porta de entrada do mundo de hospedagens para os novos proprietários de sites. Trata-se de uma forma de obter o máximo de performances possível à partir de um servidor físico. Com a hospedagem compartilhada, diferentes sites residem em uma única máquina e compartilham recursos entre si. Como resultado, os clientes conseguem atingir boa performance sem ter que investir um valor muito alto de dinheiro.

Como Funciona a Hospedagem Compartilhada?

Esse tipo de hospedagem utiliza as mesmas instâncias Apache, MySQL e de servidor de mensagens para fazer diferentes sites funcionarem. Um espaço específico de memória RAM e do processador é concedido com o objetivo de definir um certo número de sites.

A hospedagem compartilhada depende de nomes de hosts virtuais para que cada site seja separado. Os webmasters podem escolher um endereço de IP dedicado ou compartilhar o IP com outros sites.

É como se você fosse morar com outras pessoas em um prédio (servidor) onde há somente uma caixa d’água (IP)  para todos os apartamentos (sites). Assim, os apartamentos compartilham o mesmo prédio, que por sua vez fornece a mesma fonte de água para todos.

Prós e Contras de uma Hospedagem Compartilhada

Existem duas razões para a popularidade de uma hospedagem compartilhada: o preço e a simplicidade de utilização. Geralmente os preços oferecidos no mercado são bem atrativos, além de permitir que novos usuários possam lançar um site facilmente. Por outro lado, a hospedagem compartilhada pode oferecer recursos limitados e pouco controle aos administradores de site em termos de desenvolvimento.

Performance e Valor da Hospedagem Compartilhada

As hospedagens compartilhadas geralmente oferecem domínios, espaço no disco e uma banda larga ilimitada, mas sempre desconfie quando a oferta for muito generosa. Em outras palavras, existem serviços que limitam os usuários de outra forma ou você pode pagar caro na sua renovação de contrato.

Na verdade, existe um limite do número de sites, arquivos e acessos para que seja rentável para os servidores, então fique atento aos contratos de serviço. Desde que os sites não demandem muitos recursos, a hospedagem compartilhada pode ser a opção perfeita para quem está começando.

Hospedagem de sites Cloud

Também conhecida como hospedagem na nuvem, ela difere das tradicionais pois permite o acesso a aplicativos e sites via recursos da nuvem. É como se você tivesse uma casa dentro de um condomínio fechado.

Ao contrário da hospedagem compartilhada, em uma hospedagem cloud cada cliente tem recursos exclusivos para seu uso, não interferindo em outro cliente.

Hospedagem_de_sites_cloud
Hospedagem Cloud

Prós e Contras do Cloud

A hospedagem cloud permite combinar as vantagens de um servidor dedicado e as de um servidor compartilhado: autonomia, performance e segurança por um preço menor. Se o acesso à base de configurações é liberado, é possível ter a mesma autonomia de um servidor dedicado.

Além disso, a performance é otimizada em relação à hospedagem compartilhada, uma vez que o servidor está dividido virtualmente e os recursos não são compartilhados com outros usuários.

Já em relação ao preço, é algo que pode não ser tão atrativo, por mais que essa realidade esteja mudando. Outro possível contra é que para usar esse tipo de hospedagem, o webmaster precisará ter conhecimento avançado em Linux, pois as funções são otimizadas nesse sistema operacional em relação ao painel de controle online.

Hospedagem de sites VPS

A sigla VPS vem do inglês Virtual Private Server, que em português quer dizer Servidor Virtual Privado. Esse tipo de hospedagem divide um servidor físico em vários outros servidores virtuais (ou VM – Máquina Virtual), nos quais cada site fica hospedado de forma dedicada. Mas, na verdade, estão compartilhando um servidor com outros usuários.

O VPS é recomendado para quem precisa ter maior controle a nível de servidor, mas não quer ou não pode investir em um servidor dedicado.

Como Funciona a Hospedagem VPS?

Com esse tipo de hospedagem, você terá uma experiência bem flexível e interessante no quesito preço. Isso porque essa tecnologia permite que o servidor adapte os recursos de acordo com as necessidades do usuário — quando as demandas são altas, é possível aumentar a capacidade do servidor, mas sem pagar por isso de maneira permanente.

A Hospedagem VPS acontece de forma similar a uma conta de luz, você paga pelo que consome e quando precisar. Para quem precisa armazenar dados online sem que eles se misturem com outros milhares de usuários, a escolha certa é um servidor cloud dedicado. Dessa forma o serviço de hospedagem fica ainda mais personalizado.

Prós e Contras da Hospedagem VPS

Primeiramente, manter uma estrutura física de TI pode representar um custo alto dentro de uma empresa. A hospedagem VPS vai diminuir o preço por não depender exclusivamente de computadores físicos.

Além disso, uma hospedagem VPS se adapta às necessidades do usuário, o que torna a flexibilidade e adaptabilidade grandes pontos fortes. Se por acaso o seu site receber um número grande de tráfego repentinamente, será possível disponibilizar mais recursos para atender a esse tráfego — isso de maneira temporária, sem precisar pagar muito por espaço que não será usado depois.

Apesar de ter muitas vantagens, algumas empresas podem não oferecer acesso às configurações de base dos servidores, o que se faz necessário para mudar configurações e instalações manuais.

Hospedagem de Sites Dedicada ou Servidor Dedicado

O nome já diz, estamos falando de um servidor 100% dedicado a um usuário. Ele é composto por um servidor web, podendo ter o sistema operacional que o cliente quiser. Geralmente é indicado para sites e projetos que possuem um grande volume de tráfego. Isso porque exigem mais espaço no banco de dados e requerem maior performance.

De volta à metáfora das imobiliárias, você pode entender um servidor dedicado como uma prédio onde há apenas um morador. Todos os recursos do prédio estarão disponíveis apenas para um morador, o que possibilita aproveitamento total da moradia por parte dele.

Prós e Contras da Hospedagem Dedicada

Parece difícil encontrar pontos negativos em um servidor dedicado, visto que ele terá toda sua capacidade à disposição de um único usuário. No entanto, essa opção terá preços mais altos e exigirá um certo nível de conhecimento do desenvolvedor, o que pode não ser tão interessante para sites e empresas menores.

Pense sobre as vantagens e desvantagens de morar sozinho em um prédio inteiro: você pode até ter mais liberdade, mas terá que arcar sozinho com os custos e com a manutenção e limpeza do ambiente.

Propriedades do webhosting

Domínios

Domínio é a base da sua identificação profissional na Internet. É o “nome” do seu site e dos seus e-mails.
Os domínios permitem que sites sejam encontrados pelos visitantes dentro da internet e acessados por meio de um navegador (Google Chrome, Mozilla Firefox, etc.). Por exemplo, o domínio deste site é www.dialhost.com.br.

Se a internet fosse uma cidade, o domínio seria o endereço da sua casa.

Você pode registrar um domínio em DialRegistro.

Email

Talvez você precise de poucas contas de email no início do seu projeto, mas logo precisará de mais. O fato é que ter ao menos um email profissional é um passo importante para o seu negócio. Com um email profissional será possível ter um endereço com @seudominio.com.br, no lugar de @gmail.com, por exemplo.

Hospedagem de sites - email
Hospedagem de sites com e-mail

Valorize um serviço de hospedagem de sites que ofereça a quantidade necessária de contas ou permita a contratação de novas contas. Assim como já citamos, tome bastante cuidado com empresas que oferecem e-mails ilimitados, pois elas limitam a quantidade de inodes.

Além de espaço, um bom e-mail vem com sistema anti spam. Dessa forma, você tem mais segurança para suas contas e evita que e-mails indesejáveis encham sua caixa de entrada.

DNS

Essa sigla quer dizer Domain Name System, ou Sistema de Nomes de Domínio, em português. É um sistema que direciona o visitante para um determinado servidor. Em outras palavras, ele controla as configurações de um domínio e guiam o acesso para os devidos servidores.

Caso um domínio mude de servidor, as configurações de DNS devem mudar. É como se você colocasse um aviso na porta da sua casa para avisar as pessoas que você se mudou e direcionasse elas para o novo endereço.

Sistema Operacional

O Sistema Operacional (SO) é um programa ou um conjunto de programas que gerenciam operações diárias de um computador. Ou seja, o sistema operacional permite que o hardware se comunique com o software e juntos eles realizem funções.

Alguns exemplos de sistema operacional são o Windows, Linux, Mac OS e Ubuntu. Cada um tem sua forma específica de operar computadores e atingirem resultados, podendo um ser melhor que outro em determinados cenários de ambiente web.

Atualmente o sistema operacional mais utilizado internet é o Linux, pelo seu gerenciamento de processos computacionais.

Armazenamento

O quantidade de armazenamento nem sempre é o mais importante em uma hospedagem, uma vez que sites não costumam ocupar tanto espaço em um servidor. Além disso, é muito comum ver planos de hospedagem que oferecem espaço ilimitado de armazenamento. Desconfie, leia todas as letras miúdas do contrato para descobrir se existe algum limite de sobrecarga de armazenamento.

Sim, esse é um aspecto importante para qualquer site, mas nem sempre você precisa de todo o espaço que lhe oferecem. Analise o seu projeto para saber o quanto você precisa de armazenamento dentro do seu servidor.

Banco de dados

Um banco de dados é um conjunto de informações organizadas de maneira a facilitar o acesso às mesmas. Pense em um arquivo de escritório com documentos. As informações dentro deste arquivo podem ser acessadas facilmente pois os documentos estarão organizados de forma lógica para o usuário.

No universo de hospedagens, o banco de dados guarda as informações de um site e pode ser acessado através de linguagens de programação.

Atualmente os bancos de dados mais utilizados são MySQL, Postgre e MongoDB. Praticamente todas as hospedagens de sites oferecem esse tipo de serviço, mas fique atento com as limitações.

Tráfego, transferência e largura de banda

Tráfego ou transferência de dados é a quantidade de dados trocados por dois pontos diferentes de rede em um período. Ou seja, são os dados trocados entre o servidor de hospedagem e os computadores que os acessam.

Já a largura de banda, ou bandwidth, diz respeito à capacidade de transferência desses dados. Assim, ao baixar um arquivo ou programa de um site, a velocidade que esses arquivos serão acessados depende da largura de banda da conexão. Quanto maior a largura de banda, mais dados poderão ser transferidos ao mesmo tempo. Logo, a velocidade do acesso é maior.

Segurança

A internet não é um ambiente 100% seguro. Busque um serviço que ofereça certificados de segurança, como SSL e HTTPS, Firewall e sistemas atualizados.

Além de trazer os benefícios da segurança, os certificados ajudam seu site a ter prioridade no ranqueamento dos motores de pesquisa. Os emissores certificados mais conhecidos são: Let’s Encrypt, Comodo e Wildcard.

Segurança na hospedagem de sites
Segurança na hospedagem de sites

Backup

Uma cópia de segurança dos arquivos e configurações do seu site deve vir como uma funcionalidade essencial de qualquer serviço de hospedagem. Acredite, você não quer descobrir a importância de um backup da pior maneira. Por isso, quando for analisar as ofertas, fuja das que não dão a possibilidade de realizar backups automáticos.

Falhas acontecem em qualquer serviço e na maioria das vezes podem ser resolvidas graças ao backup. Além disso, se você não tiver muito conhecimento, verifique se a restauração está incluída em seu plano.

Uptime

Esse termo é usado para se referir ao tempo que o servidor fica ligado em atividade. Se você reiniciar um computador, o tempo de atividade é zerado e a contagem começa novamente quando ele é ligado.

Geralmente os serviços de hospedagem garantem um contrato de 99,9% de uptime, entretanto nem sempre isso acontece na prática. A dia aqui é conferir a reputação das empresas em sites de avaliação.

Suporte e Atendimento

Esse é um aspecto diferencial de uma boa hospedagem. Caso algo dê errado com o seu site, o suporte do servidor é o local certo para recorrer. Muitas empresas oferecem serviços de hospedagem, mas possuem suporte limitado ou muito demorado. Isso pode significar dores de cabeça caso você precise de uma mãozinha com algum erro no sistema do servidor contratado.

Pode parecer pouco, mas um bom suporte 24 horas deve ser um ponto crucial na decisão de qual serviço contratar.

Um ponto interessante é analisar a quantidade de reclamações e qual a reputação das empresas de hospedagem no Reclame Aqui.

Como criar um site e hospedá-lo

Até aqui você já aprendeu sobre vários aspectos que vão influenciar na sua escolha por um serviço de hospedagem. Agora você deve pensar em como criar um site que atenda todas as suas necessidades e as dos seus clientes.

Não existe uma regra sobre a forma como você deve criar seu site. Atualmente, existem várias maneiras. Cada uma possui suas vantagens e desvantagens, tudo vai depender do seu projeto e de quais funcionalidades você deseja.

Dentre as opções para criar um site, destacamos:

  • Criar um site utilizando um criador de sites;
  • Criar um site em uma plataforma de gestão de conteúdo (CMS) como o WordPress;
  • Criar um site contratando um profissional, freelancer ou agência.

A primeira opção te permite de fazer um site completo, inclusive adaptável para celulares, porém limita a flexibilidade de conteúdo.

Na segunda opção, exige um determinado conhecimento técnico, mas isso não torna essa tarefa impossível.  

Abaixo listamos os recursos geralmente utilizados pelos proprietários de sites na internet:

Hospedar sites feitos com o criador de sites

Se optar pelo criador de sites, escolha uma ferramenta que seja intuitiva e ofereça vantagens. Por exemplo, busque por editor de layout intuitivo, responsividade para dispositivos móveis, otimização para SEO, integração com Analytics, etc.

Hospedar um site feito em WordPress ou outro CMS

Caso o WordPress ou algum outro gerenciador de conteúdo seja a sua escolha, será necessário instalar o CMS em sua hospedagem. Você pode fazer isso utilizando um instalador automático oferecido pelo serviço de hospedagem ou instalar manualmente, utilizando o FTP.

Agências, desenvolvedores e freelancers

Outra opção muito comum neste mercado é a contratação de agências, desenvolvedores e freelancers para criarem um site. Se você tem pouco conhecimento em desenvolvimento, talvez esta seja a melhor opção. Entretanto, os custos podem ser altos e variam bastante entre cada profissional.

A dica é pesquisar bem sobre os preços e portfólios, entrar em contato com freelancers e especificar suas necessidades. Assim você terá um atendimento personalizado.

Direitos do consumidor no mercado de hospedagem de sites

O projeto de lei conhecido como Marco Civil foi criado em 2009 e entrou em vigor em 2014. Essa lei tem o objetivo de regulamentar os direitos e deveres no ambiente da internet. Isso inclui desde o direito ao acesso, até regulamentações de compras feitas online.

Mas, o que muda para o mundo da hospedagem de sites?  
Segundo o Marco Civil, a compra de hospedagens segue as mesmas diretrizes de compras feitas pela internet. Logo, você tem até 7 dias para desistir de qualquer aquisição e ter o seu dinheiro de volta.

Além disso, a lei garante que a responsabilidade pelos servidores é 100% da empresa de hospedagem. Entretanto, cada usuário deve cuidar de suas senhas e informações. O mesmo acontece para o conteúdo publicado. Ele é de total responsabilidade do proprietário do site.

Atente-se na hora de escolher o seu serviço. Compras de hospedagens feitas em sites do exterior não possuem todos os direitos do consumidor garantidos pelo PROCON. Isso porque as leis brasileiras só são garantidas no território brasileiro. Logo, se você tiver quaisquer problemas com hospedagens internacionais, as normas do PROCON podem não se aplicar.

Mas e aí, qual o melhor serviço de hospedagem de sites?

Contratar um serviço de hospedagem de sites é uma tarefa simples, mas pode parecer complexa se você for iniciante. São vários termos que serão vistos pela primeira vez. No entanto, artigos como esse podem ter papel fundamental na tomada de decisão.

Antes de sair à procura do serviço de hospedagem ideal, vamos relembrar um pouco sobre o que aprendemos neste artigo? Primeiramente, descobrimos um pouco sobre cada tipo de hospedagem. Depois, vimos o que são algumas propriedades fundamentais de uma hospedagem web. Finalmente, abordamos as mudanças que o Marco Civil trouxe a esse universo.

Se ainda ficou alguma dúvida, não deixe de perguntar nos comentários. É muito importante se sentir seguro para contratar um serviço de hospedagem para o seu site.

Compartilhe:

Sobre o autor:

Sobre o autor:

Posts Relacionados:

Loja Virtual para iniciantes

Encontrar a melhor plataforma para construir sua primeira Loja Virtual é uma tarefa que exige uma pesquisa sobre soluções. Nesse artigo você confere soluções de baixo valor de investimento e facilidade de configuração.

Novidades do Blog

Deixe seu e-mail abaixo para passar a receber promoções e novidades do nosso Blog.