Você sabia que o antigo Mix de Marketing ganhou novos amigos? Os 8 Ps do Marketing Digital surgiram para complementar as práticas já realizadas.

O mix de marketing é um conceito fundamental para o marketing. Sendo assim, qualquer pessoa que estude, tenha estudado ou trabalhado com marketing e administração certamente já ouviu falar isso. Bom, é que estamos falando dos pilares para o marketing acontecer. 

Com o surgimento da internet, abriu-se um novo mercado: o mercado digital. Tal fato abriu as portas também para o marketing digital. A internet é, cada vez mais, o lugar onde as pessoas mais fazem compras. 

Muito além disso, o marketing digital se faz ainda mais necessário quando nos deparamos com pesquisas que revelam novos hábitos dos consumidores. Hoje, cerca de 74% dos consumidores preferem fazer compras online

Mas o que isso quer dizer? 

O marketing também migra e se adapta aos novos meios e hábitos dos consumidores e empresas. É neste cenário que surgiram os 8 P’s do marketing digital. Eles derivaram do mix de marketing tradicional e foram um pouco além. 

O artigo de hoje vai explicar P por P deste novo mix de marketing digital. Dessa forma você poderá incrementar ainda mais a sua estratégia de marketing digital. 

Mix de marketing — os 4 P’s 

Antes de falar sobre os 8 P’s, nada melhor que refrescar a memória ou conhecer o mix de marketing tradicional. Ele se baseia em 4 P’s: Produto, Preço, Praça e Promoção. 

  • Produto: O primeiro e mais importante de todos é o produto. É importante lembrar que este produto pode ser tanto um objeto físico, quanto um serviço. Ou seja, é o que uma empresa oferece aos clientes. Definir o produto é, então, levantar todas as características do que está sendo vendido, buscando definir bem para que ele se torne conhecido por completo. Inclua desde o nome, marca, funções, intenções, características e diferenciais, até ciclo de vida e pontos negativos. 
  • Preço: O preço também é fundamental para o sucesso da empresa e não diz respeito somente ao valor cobrado pelo produto. Da mesma forma como o preço pode encantar os clientes, a má administração de lucros pode levar à falência. Ou seja, pesquise o mercado, considere a média de preço dos concorrentes, a  renda do público alvo, valor agregado ao produto, etc.. 
  • Praça: Praça diz respeito à colocação do produto no mercado. Ou seja, como os consumidores chegam até a sua empresa, produto ou serviços. Definir este aspecto envolve escolher bons canais de distribuição, exposição, canal de vendas e até mesmo hospedagem de site, no caso de e-commerces. 
  • Promoção: Não estamos falando sobre descontos de preço ou estratégias para atrair mais clientela. Este P tem muito mais a ver com promover a marca. Ou seja, como as pessoas vão perceber a sua marca, produto ou serviço? Considere estratégias que levem em conta os hábitos dos clientes, ações de concorrentes e aspectos que afetem a divulgação da marca. 

O mix de marketing para sua estratégia digital

Como você pôde ver, o mix de marketing é fundamental para qualquer estratégia de mercado, inclusive quando falamos de marketing digital. No entanto, a internet trouxe um complemento para os 4 Ps que acabamos de ver. 

Os 8 Ps do marketing digital não surgiram, de forma alguma, para substituir os pilares do marketing. Mas se há uma definição para produto, preço, praça e promoção, por que não expandir e complementar esses pilares? 

Afinal, o mundo digital muda constantemente e você verá que os 8 Ps do marketing digital podem ajudar (e muito!) a sua estratégia na Web. 

Conhecendo os 8 Ps do marketing digital

1- Pesquisa

Pesquisar quer dizer estudar o mercado e o comportamento do consumidor na internet. Em outras palavras, trata-se de definir o público-alvo e descobrir qual a melhor maneira de chegar até essas pessoas na internet.

As pesquisas são fundamentais para o marketing e foram muito otimizadas na era digital. Isso quer dizer que também se tornaram mais frequentes. Você pode usar formulários digitais, premiações simbólicas para questionários… enfim, a internet oferece uma série de ferramentas para pesquisas de marketing que não devem ser ignoradas.

2- Planejamento

O planejamento de marketing digital pode ser feito a partir dos dados coletados nas pesquisas. Dessa forma, você saberá melhor o que os seus clientes buscam e, então, poderá planejar a melhor forma de levar o seu produto até eles. 

Não se esqueça que um bom planejamento tem objetivos muito claros. Ou seja, defina metas e não se esqueça de analisar o cenário atual. Como vão as finanças? Quanto investimento é direcionado ao marketing? 

Depois da planejar e executar, não deixe de mensurar os resultados. Embora essa seja uma etapa final, ela já deve estar inclusa no planejamento. 

3- Produção

Este P diz respeito à execução do que foi pesquisado e planejado. Logo, a produção engloba todos os preparativos que você terá de fazer em relação à estrutura, tecnologia, comunicação e tudo que o planejamento exigir para ser executado. 

Assim como em todo o marketing digital, a produção também conta com ferramentas. Sejam elas de automação, SEO, programação, publicação… enfim, tudo isso integra a estratégia e dita como ela será produzida. 

4- Publicação

A publicação é a fase em que o seu projeto tem início e é finalmente iniciado na prática. Mas não se engane que a publicação diz respeito apenas aos anúncios iniciais de uma campanha. 

Este é o momento para focar em marketing de conteúdo, por exemplo, que faz parte do marketing digital e vem ganhando muito espaço. Por isso, conheça técnicas de SEO, ranqueamento, mensuração, funil de vendas…  

5- Promoção

As estratégias de marketing digital, quando promovidas, conseguem atingir resultados muito mais satisfatórios. Sendo assim, promova o seu conteúdo em redes sociais, e-mail marketing, links patrocinados e outros meios da internet.

Inclusive, o uso ativo de redes sociais é uma das formas mais eficientes de se promover na internet. Por isso, use ferramentas como Facebook Ads, Google Ads, Twitter Ads e assim por diante. As redes sociais são canais de comunicação que atingem em cheio os clientes e geralmente podem render momentos virais para a marca.

6- Propagação

O P da propagação nada mais é do que o bom e velho boca a boca. De fato, se algum conhecido relata uma boa experiência com um produto ou serviço, as chances de uma pessoa ser influenciada são infinitamente maiores do que as de um simples anúncio. 

Pensando nisso, o que a sua marca deve fazer para ser propagada nos meios digitais? A resposta é simples: caprichar no atendimento, suporte, sucesso do cliente e jamais se esquecer do pós-venda. 

Você se lembra das redes sociais? Use-as para criar uma voz e interagir além do comercial. Converse com pessoas em geral, sem se preocupar se elas serão clientes. Existem inúmeras estratégias de causar boas impressões que podem ser propagadas em favor de sua marca. 

7- Personalização

A personalização é outro aspecto marcante do marketing digital. Sendo assim, esqueça atendimentos automatizados e tratamentos institucionais pré-fixados. Há muito tempo, as marcas já passam por um processo de humanização de atendimento. 

Dentre os benefícios que a personalização pode trazer, um dos mais importantes é a fidelização. Ao se relacionar com clientes de forma humanizada e personalizada, a marca terá mais chances de criar um relacionamento com o cliente muito mais efetivo. Com isso, mais engajamento em redes sociais, credibilidade e propagação positiva. 

8- Precisão

Finalmente, o último dos 8 Ps do marketing digital diz respeito à mensuração de resultados. O que quero dizer é que todas as ações de marketing devem ser precisamente mensuradas para poderem, posteriormente, serem avaliadas. 

Para isso, você pode usar inúmeros indicadores de performance, de acordo com cada ponto que quer observar. Alguns exemplos de indicadores são ROI (retorno sobre investimento), custo por lead, ticket médio e taxas de conversão. 

Se chegou até aqui, conhece os 8 P’s do marketing e a devida importância que eles têm para o marketing digital. Além disso, você pôde perceber como eles complementam o mix de marketing tradicional. 

Embora estejamos falando sobre marketing digital, a possibilidade de aplicar esses 8 P’s como pilares em estratégias offline também é válida. Afinal, as ferramentas podem ser utilizadas para diferentes fins e de diferentes maneiras. 

Que tal aplicar os 8 P’s em suas estratégias de marketing daqui pra frente? No fim, verá que os resultados são recompensas muito positivas. Seja por terem dado certo, seja por permitirem que você identifique onde errou. 

Você quer continuar aprendendo sobre marketing digital com a gente? Clique aqui para ler o nosso post sobre e-mail marketing! 

Compartilhe:

Sobre o autor:

Sobre o autor:

Posts Relacionados:

Como fazer um bom E-Mail Marketing?

O E-mail Marketing ainda é relevante? Você ainda utiliza E-mail marketing para atrair mais clientes? Estamos em 2020, encerrando mais uma década com vários avanços

Loja Virtual para iniciantes

Encontrar a melhor plataforma para construir sua primeira Loja Virtual é uma tarefa que exige uma pesquisa sobre soluções. Nesse artigo você confere soluções de baixo valor de investimento e facilidade de configuração.

marketplace

Marketplace – qual plataforma escolher?

Marketplaces são plataformas voltadas para empreendedores que buscam iniciar ou diversificar seus canais de venda. Essas plataformas possuem vantagens e desvantagens, analisar atentamente uma solução poderá trazer resultados positivos para suas vendas.
Neste artigo vamos explorar mais características e detalhes de algumas dessas plataformas, afinal, hoje existem várias plataformas de Marketplaces disponíveis, qual você deve escolher?

Novidades do Blog

Deixe seu e-mail abaixo para passar a receber promoções e novidades do nosso Blog.